Oi meu povo! Meu nome é Mylena, eu tenho 25 anos, sou arquiteta e urbanista e o marco zero desse site é o que me incentivou a começar a compartilhar informações que podem ser úteis para outras pessoas: o visto Férias – Trabalho pra França!

Se você prefere ver vídeo ao invés de ler, já fiz dois vídeos sobre ele pro youtube – esse aqui contando como funciona o processo. Sobre o visto na prática, fiz esse vídeo aqui com três meses de visto na França, esse aqui com 6 meses e esse aqui com 9 meses. No meu canal do youtube de vez em quando posto algum vídeo novo falando mais sobre isso, se inscreva! E no meu instagram tem alguns destaques e também sempre estou respondendo dúvidas. Me segue lá também! 🙂

Mas se você é das letra tudo, segue lendo que vou deixar tudo explicadinho!

Resumo da ópera – esse visto é uma parceria entre o governo francês e brasileiro pra proporcionar troca cultural e possibilitar uma experiência de trabalho internacional para jovens de 18 a véspera dos 31 anos durante o período de no máximo um ano, sem possibilidade de renovação.

A lista dos documentos é simples, nada muito burocrático. Você não precisa ter proposta nenhuma de emprego na França na hora de pedir o visto e é só marcar uma entrevista no Consulado Geral Francês responsável pela região do Brasil onde você mora.

Para os estados do sul – Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná – mais o estado de São Paulo e Mato Grosso do Sul, a entrevista deve ser agendada no Consulado Geral da França em São Paulo e os documentos e o formulário são esses. (Não achei a lista de documentos no site do Consulado então criei uma pasta no drive pra compartilhar com vocês).

No caso do estado do Rio de Janeiro, Minas Gerais ou Espírito Santo, é o Consulado Geral da França no Rio de Janeiro. 

Já os outros estados das regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste é no Consulado Geral da França em Brasília.  O Consulado Geral da França em Recife não está recebendo a aplicação para esse visto. Clicando em cima de cada Consulado acima você tem os documentos e informações necessárias para agendar seu pedido.

É necessário levar todos os documentos originais e uma cópia em A4 de cada. Você não deve pedir esse visto com mais de dois meses de antecedência da viagem planejada e a resposta sai com no máximo 15 dias úteis. Eles mandam seu passaporte com o visto pro Consulado Honorário mais próximo da sua residência – no meu caso, que morava no norte de Santa Catarina, foi pra Curitiba.

Peguei a lista de documentos de São Paulo (que foi o meu caso) pra falar um pouco sobre cada um. Rio e Brasília são menos exigentes, mas os documentos são basicamente os mesmos:

  • 1 formulário de pedido de visto de longa duração preenchido, datado e assinado – algumas pessoas me perguntaram sobre um formulário online na hora de marcar o rendez-vous no site. Eu não preenchi nenhum formulário online, só agendei um horário e preenchi o formulário que está linkado com a lista de documentos;
  • Passaporte emitido há menos de 10 anos e com validade mínima de 15 meses;
  • 2 fotografias recentes no formato 3,5 x 4,5 nas normas da OACI ;
  • RG e Certidão de Nascimento (a certidão, por exemplo, Rio e Brasília não pedem, só  São Paulo);
  • Comprovante de residência no Brasil – levei da casa do meu pai;
  • Currículo e carta de motivação em francês descrevendo o objetivo da viagem (Rio e Brasília não pedem especificamente em francês como São Paulo pede, mas está escrito que conhecimento em francês é recomendado) – vou fazer mais além um post só sobre esses dois belezinhas;
  • Comprovantes financeiros pessoais – extrato da sua conta, da poupança, declaração do banco – algo que comprove que você tem um valor de pelo menos 2500€ em reais, que servem pra te ajudar no começo da sua estadia na França – eu levei um comprovante da minha poupança impresso no caixa eletrônico um dia antes da entrevista. Não vale nada relacionado à cartão de crédito. (Esse dinheiro também é importante justamente pra quando você chegar poder alugar um apartamento, comprar comida, comprar ticket de metro, se virar até achar um emprego – que pode demorar ou não);
  • Reserva da passagem de ida e volta ou justificativa que você tem dinheiro suficiente pra comprar os vôos (além dos 2500€ do item anterior) – São Paulo pede a passagem de ida já comprada, então levei a confirmação da reserva impressa; 
  • Certidão de antecedentes criminais – você pega no site da polícia federal;
  • Certificado médico atestando boa saúde – eu fui no posto de saúde do meu bairro, o médico me examinou e deu um atestado dizendo que eu tinha boa saúde mental e física para viajar;
  • Seguro saúde internacional válido por toda a estadia que cubra todos os riscos de doença, maternidade, invalidez e repatriamento – essa é a maior dúvida que apareceu. Eu contratei da Vital Card por R$3.100.00 e na época a Assist Card estava o mesmo preço. E pra ser sincera não sei o que aconteceria se meu visto não fosse aceito e eu tivesse que cancelá-lo. (Esse seguro é MUITO importante porque não temos direito à Securité Sociale (seguro social, como se fosse uma carteirinha do SUS) na França, então QUALQUER coisa que aconteça com você e você precise ir ao hospital, com esse seguro você estará tranquilx);
  • Comprovante de estadia de pelo menos uma semana que pode ser: reserva de hotel, contrato de locação de imóvel ou carta de algum residente da França que vá te receber junto do comprovante de residência e dos documentos dessa pessoa – que eu levei de uma amiga que mora em Paris (obrigada, Dudinha <3) (esse documento não está nas listas dos consulados/embaixada mas quando preenchemos o formulário, que é o primeiro item dessa lista, é obrigatório dizer onde você vai ficar na França).

 

Agendei um horário pelo site, cheguei 15 minutos antes e já fui atendida, antes mesmo do meu horário. Não achei tão ~séria~ como uma entrevista pro visto americano, por exemplo, mas a atendente me perguntou o que eu pretendia fazer na França e se eu falava francês. Contei um pouco sobre minha história (morei na França por 1 ano em 2014/2015 e estudei numa escola de arquitetura) e levei também o comprovante do teste DELF B2 que fiz final de 2017 atestando que falo francês. Ela me informou que o responsável estava de férias e iria analisar meu dossier na semana seguinte, mas que eu tinha até 15 dias úteis para receber uma resposta e meu passaporte seria entregue ao Consulado Honorário de Curitiba, mais próximo da minha residência.

Saí de lá sem ter ideia se seria aprovado ou não, apenas segurando na mão de Deus haha e depois de 10 dias liguei para o cônsul honorário de Curitiba e meu passaporte já estava lá – e com o visto aceito. Eles não mandam e-mail algum avisando nem se foi aprovado nem se o passaporte já chegou.

Eu fui a primeira pessoa a tirar esse visto por São Paulo e quando fui buscar meu passaporte em Curitiba o cônsul fez uma série de perguntas sobre como tinha sido todo esse processo, já que muitas pessoas ligavam perguntando e ele não sabia direito ainda como funcionava. Esse programa entrou em vigor em março de 2018 e tanto no Brasil quanto na França ainda tem muita gente perdida sobre como todo o processo funciona. Uma dica extra aqui é: paciência. Muitas vezes os próprios funcionários do governo francês não sabem responder às nossas perguntas.

Sobre a idade, o limite para pedir o visto é na véspera do seu aniversário de 31 anos. (No início, era apenas até os 30 anos e mudaram no decorrer desse ano). E repetindo, SEM possibilidade de renovação. Qualquer visto que você queira tirar após o Férias – Trabalho, você terá que voltar ao Brasil para pedi-lo pois com o PVT não temos direito ao titre de séjour na França, que é o que permite mudar de status direto de lá. Se você quiser pedir um visto de estudante, precisa de um vínculo com alguma universidade e recomendo o Campus France, que faz o intermédio entre a maioria das universidades francesas e os estudantes estrangeiros. E se você quiser pedir um visto de trabalho, também precisa ter um vínculo com alguma empresa e é um processo que pode demorar de 3 a sabe-Deus quantos meses, deve ser iniciado pela própria empresa na França e depois você deverá obrigatoriamente voltar ao Brasil para pedir o novo visto.

No geral, é isso! Se você ficou com alguma dúvida, deixa aqui nos comentários que com o que eu puder ajudar, eu ajudo.

Não se esqueça de me seguir também nas redes sociais: instagram e youtube.

Um beijo! Au revoir!

 

Posted by:Mylena Ziemann

8 replies on “VISTO FÉRIAS-TRABALHO FRANÇA

  1. Oi Mylena, tudo bem?
    O seu post foi muito útil! Obrigada pelas informações! Mas ainda tenho uma dúvida sobre esse visto… É um visto somente de trabalho ou de estágio também?
    Te pergunto isso pois, assim como você, sou da área de arquitetura e já fiz 1 ano de intercâmbio acadêmico em Grenoble, ai na França. Vou me formar em junho e gostaria de voltar pra França em setembro pra ter experiência na área… mas ai eu não teria meu diploma em mãos ainda. Isso seria um problema? E esse sistema de estágio, ao invés de trabalho, funcionaria também, seria remunerado?

    Gostar

    1. Oi Maria! Tudo bem e você? Você pode fazer estágio com esse visto também. Sobre a remuneração, depende do empregador, mas a maioria dos estágios é remunerado. Se já estiver formada, pode procurar como arquiteta, nunca pediram meu diploma aqui. 🙂
      Espero ter ajudado, qualquer dúvida só escrever! Um beijo!

      Gostar

  2. Ola, Milena. Tudo bem na França? Me chamos Isabela e estou com muita vontade de tentar po visto Trabalho Férias. Você poderia me esclarecer algumas dúvidas? A data de inicio do seu visto, como foi estabelecido? Faço 30 anos em outubro, porém, gostaria que o visto iniciasse final de dezembro, sera que é possivel?

    Gostar

    1. Oi Isabela! Tudo bem e você? Pedi meu visto começo de abril e a data estabelecida foi pra 15 dias úteis a partir da data que eu fui no consulado. Viajei então no final de abril.
      Você só pode tirar esse visto 2 meses antes da data que você quer viajar. Se você quiser ir final de dezembro, tem que pedir final de outubro. Sobre a idade, você não pode fazer 31 anos enquanto tem esse visto… É até no máximo 30 anos. Em alguns grupos do facebook tem relatos de pessoas com 30 anos que conseguiram 🙂 mas pediram com ainda 29.
      Espero ter ajudado! Qualquer dúvida pode me mandar aqui. Beijo!

      Gostar

  3. Olá, Mylena, tudo bem? Sou Camila. Gostaria de saber se é preciso ter um comprovante de aceite de alguma escola da França para tirar esse visto. Obrigada!

    Gostar

  4. “Você não deve pedir esse visto com mais de dois meses de antecedência da viagem planejada”
    Essa informação não procede.
    O prazo máximo para a solicitação desse tipo de visto é com no máximo 2 meses antes da viagem, ou seja, vc pode pedir antes, sim e não quando faltar menos de 2 meses para a viagem.
    Quanto a idade, o pedido pode ser realizado até a véspera do aniversário de 31 anos.

    Gostar

    1. Oi Carlinha! Nas listas de documentos da Embaixada e Consulados está escrito: “ATENÇÃO: Os pedidos poderão ser feitos com antecedência de no máximo 2 meses
      antes da viagem para a França.” Então não pode ser pedido antes de 2 meses da viagem planejada.

      E quanto as idades, sim, estão aceitando até a véspera dos 31 anos. Mudaram no decorrer desse ano. Vou mudar ali, obrigada!

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s